Escolher o Hotel para o meu cão?

Publicado por Quinta do Sol a

Um guia para encontrar o hotel ideal para o seu cão.

Actualmente o cão assume cada vez mais um papel exclusivo de animal de companhia – sem nenhuma outra função alem da relação que estabelece com os donos.
Neste contexto assume-se como um membro da familia ou um amigo que mora em nossa casa. É portanto natural que a procura de um local para o deixar nas férias levante algumas dúvidas e crie até alguns receios. Este guia foi adaptado de “How to select a pet care facilitie” elaborado pela Pet Care Services Association.
Este guia pode ser util mesmo que não esteja a pensar tirar férias sem o seu cão. De facto há um conjunto de outras situações, como obras em casa ou até alguma incapacidade temporária dos donos como um pé torcido, que podem obrigar a que confie o seu animal a terceiros. E não descure a possibilidade de o alojamento ser uma experiência positiva e útil na vida do seu cão.

Assim um dono responsável deve preparar-se com antecedência para a possibilidade de precisar de confiar o seu animal de estimação a terceiros, de forma a assegurar que quando necessitar o faça com a maior segurança e tranquilidade.

O primeiro passo é criar uma lista dos hoteis que existem na sua área. Para construir essa lista pode recorrer a várias fontes:

• fazer uma pesquisa na Internet
• pedir referências a amigos, e actualmente pode alargar essa rede recorrendo às redes sociais como o Facebook
• pedir referências ao seu Veterinário
• consultar as Páginas Amarelas (actualmente esta fonte perde cada vez mais relevância)
• Clube Português de Canicultura
Com base na informação recolhida, crie uma lista dos locais identificados para seleccionar o que mais se adequa às necessidades. Não se esqueça que tem que funcionar para ambos – para si e para o seu cão. É importante valorizar de forma diferenciada o que é publicidade dos hoteis, e que como tal os tenta valorizar, do que são as opiniões de quem já usou os serviços – os testemunhos e opiniões são obviamente muito mais fiáveis.

De seguida telefone para cada um dos locais e faça uma primeira triagem. Saiba quais as exigências de vacinas, os horários de visita, e as condições. Não há uma regra especifica, mas a forma como o atendem ao telefone deve dar-lhe uma ideia do que esperar. É importante que perceba impedimentos, como horários ou a recusa de receber determinadas raças, e preparar a visita pessoal.

Visitar pessoalmente antes do momento em que vai deixar o seu cão é indispensável, sobretudo se não quiser passar as próximas férias em sobressalto…É na visita que realmente se pode formar uma opinião sólida. É fundamental ver em que instalações o seu cão ficará alojado, e sobretudo quem vai cuidar dele – é essencial que sinta que são pessoas responsaveis e empenhadas e que sobretudo gostem genuinamente dos animais. A higiene é um pré-requesito e os espaços devem estar limpos e sem odores desagradaveis. As vedações devem assegurar que o seu cão não poderá fugir com facilidade (não há vedações infaliveis pelo que deve alertar os tratadores se o seu cão fôr como o mágico Houdini, para que tomem cuidados redobrados) e não devem existir objectos aguçados ou cortantes nos espaços acessiveis aos animais. As pessoas devem procurar conhecer o seu cão. O seu cão pode não se sentir há vontade no primeiro contacto, mas é importante que haja um esforço por parte dos tratadores em perceber a melhor forma de lidar com ele.

Pode ser útil seguir a lista abaixo para poder comparar diferentes espaços com os mesmos critérios:

•Condições de admissão: vacinas, estado geral, comportamento… deve haver regras claras e práticas.

•Aspecto geral das instalações – devem estar limpas e cuidadas, sem cheiros desagradáveis.
•Segurança do espaço.
•Supervisão adequada (cães/tratadores)
•Sanidade – procedimentos correctos e seguros de desinfecção (deve ser mais seguro que o ambiente geral).
•Cuidados de saúde – água fresca e comida, serviços veterinários, medicação, rastreabilidade.
•Conforto dos Hospedes – protecção dos elementos, sentimento de segurança.
•Serviços adicionais que possam ser cómodos para os Donos
•Procedimentos e formalidades – as suficientes
•Tabela de preços – clara e disponível com valores adequados ao serviço prestado.
•Alvará de funcionamento, filiação em associações…

O mais importante é sentir a relação entre os tratadores e os hóspedes, pois no fim do dia é isso que fará a diferença. É importante fazer a dessensibilização em cachorros ou em estadias curtas ou até pequenas visitas de algumas horas, que o ajudarão a validar a sua primeira avaliação.

Quando tiver escolhido deve fazer as suas reservas com antecedência, pois os bons hotéis ficam cheios nas épocas altas e manter as vacinas em dia e cumprindo o protocolo exigido pelo hotel seleccionado, para não ter dificuldades de última hora.

Finalmente vá de férias descansado. Se fez o trabalho de casa e escolheu o hotel certo para o seu animal de estimação as estadias dele devem passar a ser um momento tão positivo para ele como para si. Não o prejudique com as suas ansiedades. Confie nas suas escolhas e sinta-se bem por zelar pelo bem estar do seu amigo, mesmo quando não o pode fazer pessoalmente.

Aproveite esses momentos para apreciar a importância da vossa relação.

Tags:

Gostou? Partilhe!

2 comments on “Escolher o Hotel para o meu cão?

  1. Myriam Jacquet on said:

    tenho um shitzu de apenas ‘ mezes ( nasceu o dia 20.03.2013)- eu vou de ferias a partir do dia 20.07 até o dia 27.07 – nao posso viajar com meu “popeye” –
    quero fazer uma reserva no seu hoel de caos- queria visitar o seu establisamente antes de deixar o meu filhote com voce. recebeu informaçao do seu hotel do veterinario -pode me deixar informaçoes sobre o preço assim que
    o que vou ter levar mais do cao ( comida? brinquedos?cesto?)
    Agradeço Pela cooperaçao
    atenciosamente
    myriam jacquet

    • Quinta do Sol on said:

      Bom dia,
      será muito bem vinda a visitar a Quinta do Sol (todos os dias entre as 9.30 e as 18.30h), e aí poderemos esclarecer todas as dúvidas. Procurando responder às questões que coloca – a nossa diária em época alta são 17,25€, recomendamos que mantenha a alimentação habitual e por isso deve trazer a alimentação. Para minimizar o stress tambem sugerimos que traga a cama e os brinquedos preferidos, bem como uma t-shirt usada pelo dono/a. Para assegurar a segurança dos nossos hospedes requeremos um protocolo de vacinação completo e em dia para esgana, hepatite, parvovirose, leptospirose, tosse de canil e raiva.
      Ficamos a aguardar a vossa visita.
      Até breve
      Nuno Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

HTML tags are not allowed.